Caçula inaugura unidade em Juiz de Fora

Além do empreendimento, grupo revela que pretende abrir uma loja na capital mineira neste ano

Inaugurada no início deste mês, a segunda unidade das lojas Caçula em Juiz de Fora, na Zona da Mata, deve incrementar até; o fim do ano em 4% a 5% o faturamento da rede, que, agora, conta com 24 lojas no Brasil, localizadas em Minas, Espírito Santo e Rio de Janeiro. A empresa Caçula vende artigos diversos, o chamado varejo “tem de tudo”, e tem seu auge de vendas entre o mês de outubro, por causa do Natal, e o início do ano, devido ao período de volta às aulas.

A ideia é que, até; o fim do ano, uma loja da rede seja inaugurada em Belo Horizonte e, a partir daí, se estenda para outras cidades próximas, como Sete Lagoas e Conselheiro Lafaiete. “Somos mineiros, então ter uma loja na Capital do Estado é importante pra gente. Precisamos encontrar um lugar estratégico para a instalação de uma loja em BH e eu espero que isso aconteça até o fim do ano. Aí, da Capital, podemos ir para outras cidades próximas e populosas”, explica um dos sócios da rede, Marco Antônio Pachá.

A segunda loja Caçula que chegou a Juiz de Fora está localizada no Shopping Jardim Norte e surgiu para atender a demanda crescente da região, já que a primeira loja fica no centro da cidade e, para quem não mora na região, o acesso acaba ficando mais difícil por conta do trânsito intenso. Além disso, o shopping é um ponto estratégico também para os moradores de cidades vizinhas. Medindo 1.400 metros quadrados, a nova loja deve gerar 70 empregos diretos.

Com um estoque de cerca de 45 mil produtos em cada unidade, a ideia desde o nascimento da Caçula há 36 anos é justamente oferecer tudo o que cliente precisa no mesmo lugar, o que inclui as áreas de papelaria, informática, aviamentos, bijuteria, Carnaval, festas, tecidos, bazar, casa, decoração, artesanato, desenho, pintura, balé e limpeza. Por isso, ao longo de três décadas, a empresa se consolidou como referência no atacado e no varejo.

Desenvolver a região – Para além de seus muros, as lojas Caçula também contribuem para o desenvolvimento social e econômico nas regiões onde instaladas. Isso porque a empresa oferece cursos de artesanato nas mais diversas áreas para a população local, oferecendo capacitação e uma possibilidade de incrementar a renda.

“A gente gosta de ensinar as pessoas a aprenderem novas atividades e, por isso, como incentivo, o primeiro curso que a pessoa escolhe fazer é gratuito. Os seguintes podem ser feitos a valores acessíveis”, explica Pachá. Como parte deste projeto social, a Caçula pretende, no ano que vem, levar estes cursos para as praças das cidades, de forma itinerante.

Dentre as atividades ofertadas estão os cursos de bijuteria, corte e costura, embalagem, artesanal, cartonagem, pintura, crochê, bordado, tricô, encadernação, biscuit, artesanato em feltro, entre outros.

Fonte: Diário do Comércio.

Back to top
X